Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



RSC.jpg

Ainda a propósito do atentado em Orlando e da tolerância, foi assim, desta forma tão peculiar quanto obtusa - e tão ao seu jeito - que Rui Sinel de Cordes utilizou as redes sociais para mais uma polémica:

“Que este atentado seja uma lição para todos os homossexuais. Quando vos perguntam se vos podem abrir um buraco novo, nem sempre devem responder sim”.

Gosto de humor negro, gosto muito de sarcasmo, o RSC já me fez rir algumas vezes, mas, na verdade, não creio que esteja no top dos humoristas portugueses. E acho que as suas piadas em modo “não havia necessidade” e que se limitam a denegrir e a atacar diretamente os elos mais fracos das histórias, têm, em muito, dado uma imagem que pode não corresponder à verdade acerca do seu valor.

O resultado destas piadas, é, obviamente, a polémica. E, como não podia deixar de ser, outra vez, o ódio coletivo. E “ofendidos” atrás do entertainer para o “abater”.

No fundo, num contexto diferente, a história repete-se. E as ilações também. E são elementares: concorde-se ou não, estamos num país livre, em que cada um pode (e deve) dizer as alarvidades, bojardas e bacoradas que lhe apetecer. E são tão imbecis as piadas “exageradas” do RSC como os que o odeiam de morte e lhe desejam mal a ele e à família. Simples, não é?

É lembrando que um humorista profissional, quando faz as piadas, não quer dizer que esteja a emitir sua opinião acerca do assunto abordado nas mesmas, que reforço o que escrevi no post anterior: vivam com as felicidades várias que se encontram à frente do vosso nariz e parem de destilar ódio sobre as pessoas que dizem ou escrevem o que não gostam. Indignem-se apenas com o que vale efetivamente a pena. Acreditem que serão, com toda a certeza, mais felizes.

NOTA: desta vez, perante as críticas violentas, o RSC saiu do facebook. Tenho-o como um tipo inteligente, portanto, ao assumir-se como um praticante coerente de humor negro tem que ter uma natural e enorme capacidade de “poder de encaixe” - provavelmente aquela que espera que o público tenha das suas graças. Se não tem… que escolha outra profissão.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930