Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Metro

02.09.16

metro_logo.jpg

O valor da imprensa é inquestionável, seja paga ou gratuita. Mas é, definitivamente, menor do que há uns anos atrás.

A notícia do fim de um título como o Metro (em Portugal) é mais uma que vem ao encontro de que os hábitos de leitura mudaram, que os smartphones nas mãos dos consumidores roubaram tempo ao papel e que, consequentemente, tornaram a imprensa menos apetecível para as marcas. E por muito que surjam notícias acerca do aparecimento de novos títulos (como a do novo económico semanal), esta tendência é irreversível e quase irreparável - a não ser que o papel seja suportado por um canal on-line muitíssimo forte e/ou por ativações e eventos que reforcem as receitas publicitárias dos títulos.

O fecho do Metro mexeu particularmente comigo e com muitas das pessoas de quem gosto nos meios. Sei que ficou o esforço. E o orgulho e memórias de dias bons, com excelentes edições inovadoras e diferenciadoras do ponto de vista editorial e de notáveis ações de marketing desenvolvidas em parceria com os anunciantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930