Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



portas.jpg

Paulo Portas teve ontem a sua última intervenção como deputado na Assembleia da República, quase 21 anos depois da primeira vez em que foi eleito, despedindo-se com emoção e algum melodramatismo, tão ao seu jeito.

No discurso, disse deixar “amigos em todas as bancadas”, deu conselhos ao governo (natural referência às ilusões governativas atuais) e fez os óbvios agradecimentos. Como corolário, mereceu elogios vários, palavras de respeito e aplausos de todas as bancadas, esquerda incluída.

A clara sensação é a de que a aparente magnificência instalada ontem em S. Bento e a consensualidade perante um deputado demasiadas vezes controverso, só foi possível porque, nas bancadas, a audiência era composta por… políticos - que, como disse um dia Mia Couto, continuam a substituir a procura de soluções pela demagogia.

Enfim, no Parlamento, com ou sem irrevogáveis geringonças, a festa continua.

Salut!

Autoria e outros dados (tags, etc)

magnum.jpg

Gelados, claro.

E a partir de hoje, há mais uma boa razão para ir ao Chiado, onde inaugurou uma pop-up store Magnum, que vai permitir aos consumidores personalizar os seus gelados, através de coberturas e toppings disponibilizados para o efeito.

Garantindo a possibilidade de cerca de duzentas combinações diferentes, o espaço pretende refletir o claim da marca “Liberta o Teu Lado Selvagem” e será ainda palco de alguns eventos, durante o período de verão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cerveja, claro.

Tendo como base estudos realizados em Portugal e que dão conta as mulheres são um dos principais veículos de sofisticação da bebida, a Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja lançou a campanha “Love Beer”, sob o mote “ Quando Gosto, Não Mudo”.

Não sendo habituais as campanhas de cerveja, em que a figura central são as mulheres enquanto consumidoras, esta acaba por assumir uma das tendências irrefutáveis da nossa sociedade - a atitude de liderança do sexo feminino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

social commerce.png

Um estudo efetuado pela consultora canadiana Aimia, conclui que 56% dos consumidores que seguem marcas nas redes sociais, fazem-no com a intenção de ver produtos; 31% têm o propósito de os comprar e 16% desejam apenas observar as últimas tendências.

Refere ainda que as fotografias são o elemento que mais influencia a compra, sendo o Facebook a plataforma que mais se destaca neste processo (19%); segue-se o Twitter (10%), Instagram (9%), Pinterest (7%) e Snapchat (5%).

O social commerce veio para ficar, vai continuar a crescer e a ganhar cada vez mais importância nas receitas das empresas. E a verdade é que, cada vez mais, as redes sociais funcionam para as marcas como autênticos catálogos on-line, que podem ser capitalizados por promoções momentâneas – e que funcionam como call to action para a efetivação da compra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930